"Nesse mundo de plástico e de ruído,

quero ser de barro e de silêncio."

Eduardo Galeano